ONU autoriza envio de equipe para monitorar cessar-fogo na Síria
BR

14 abril 2012

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança adotou, por unanimidade, uma resolução autorizando o envio de uma equipe de monitores à Síria.

O grupo deverá acompanhar a implementação do cessar-fogo no país, e antecipar a formação de uma missão de monitoramento.

Portugal

Desde março de 2011, mais de 9 mil pessoas foram mortas nos confrontos entre opositores do presidente Bashar al-Assad e as tropas sírias.

Nesta quinta-feira, entrou em vigor um cessar-fogo, mas segundo agências de notícias, houve incidentes de violência dos dois lados do conflito.

O envio dos monitores foi anunciado, neste sábado, durante uma reunião especial do Conselho para avaliar o texto da resolução patrocinada por sete países do órgão incluindo Estados Unidos e Portugal.

Falando em inglês, o embaixador de Portugal junto à ONU, José Filipe Moraes Cabral disse que seu país apoia o trabalho do enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe, Kofi Annan. Ele disse também que todas as partes precisam aproveitar a oportunidade para paz e que elas devem garantir a segurança dos monitores da ONU.

Ajuda Humanitária

Segundo agências de notícias, o envio dos monitores pode ocorrer a qualquer momento. Mas a ONU não indicou uma data para a chegada deles à Síria.

A presença de uma missão de monitoramento no país árabe foi pedida pelo enviado especial Kofi Annan. Ele também apresentou um plano de paz, que foi aprovado pela Síria, pedindo o fim imediato da violência e a passagem de ajuda humanitária.

Horas antes de o cessar-fogo entrar em vigor, a Síria comunicou a Kofi Annan que se resguardava o direito de responder em caso de ataques por parte dos opositores.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud