Unctad confirma China como maior comerciante mundial de Tecnologias da Informação

29 março 2012

Setor de tecnologias associadas a eletrónica e computadores foi o que mais resistiu à crise económica mundial; China é maior importador e exportador dos produtos.

[caption id="attachment_208734" align="alignleft" width="350" caption="Dados foram divulgados pela Unctad"]

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.

A China tornou-se no país que mais exporta produtos TICs, isto é, tecnologias da informação e da comunicação, a nível mundial.  Note-se que o país é o maior importador mundial dos mesmos produtos desde 2010.

Uma realidade que foi confirmada nesta quinta-feira de acordo com uma estatística da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad.

Setor Resistente

O estudo, que analisa o período de 2000 a 2010, refere que as nações em desenvolvimento desempenham um papel importante no comércio desse tipo de bens.

Na mesma pesquisa, é apontado o grau de resiliência do setor das tecnologias durante a crise económica mundial.

A avaliação de dados é feita por fluxos bilaterais e em cinco categorias de bens de consumo, sendo que os componentes eletrónicos e associados a computadores dominam as exportações.

Segundo a estatística, os bens em causa são computadores, smartphones, tabletes, microchips, televisões e outros equipamentos de áudio, que sobreviveram melhor à crise económica do que a maioria dos setores económicos.

A China também tem parcerias sólidas em outras áreas de cooperação com os países de língua portuguesa.

Por exemplo, a parceria estabelecida entre China e os países de língua portuguesa através do Fórum de Macau, gerou US$117 mil milhões em 2011.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud