Escritório da ONU na Somália reabre após 17 anos de encerramento

26 janeiro 2012

A bandeira das Nações Unidas foi de novo içada na Somália. O representante especial do Secretário-Geral para o país reabriu o escritório na capital, Mogadíscio; Augustine Mahiga espera que este gesto inspire outras organizações.

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Foi no passado dia 24 que o representante especial do Secretário-Geral para a Somália, Augustine Mahiga, reabriu o escritório das Nações Unidas no país, Unops, acabando com um hiato de 17 anos.

Mahiga afirmou que a presença da Unops em Mogadíscio vai permitir à ONU trabalhar de perto com os parceiros, incluindo o governo Somali, as agências das Nações Unidas, a sociedade civil e os somalis em geral.

Comunidade Diplomática

O representante da ONU também louvou os diplomatas estrangeiros que vivem em Mogadíscio e manifestou esperar que mais representações diplomáticas abram embaixadas no país.

A Unops espera servir de exemplo para promover uma nova era na Somália, baseada na cooperação e compromisso político.

Última Missão

O último representante da ONU no país, James Victor Gheho, do Gana, deixou o país em 1995. Gheho liderava a segunda missão chamada Operações da ONU na Somália – Unisom II.

A Unops foi criada pouco depois, com base em Nairobi, no Quénia. As agências das Nações Unidas continuaram, no entanto, a operar na Somália. A organização tem mais de 900 funcionários no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud