Conselho de Segurança apoia Guiné-Bissau no processo de transição

13 janeiro 2012

A morte do presidente da Guiné-Bissau na passada segunda-feira e a ação militar de Dezembro são temas que o Conselho de Segurança das Nações Unidas acompanham de perto; em comunicado, o órgão da UN mostrou-se satisfeito com a forma como o país africano de língua oficial portuguesa está a lidar com as situações.

[caption id="attachment_207882" align="alignleft" width="350" caption="Conselho de Segurança"]

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas, em comunicado, mostrou-se satisfeito com a forma como a Guiné-Bissau está a lidar com a morte do presidente Malam Bacai Sanhá e lamentou a sua morte.

O chefe de Estado morreu na passada segunda-feira, em Paris, vítima de doença prolongada.

Encorajamento

O Conselho também se manifestou sobre a crise desencadeada no passado dai 26 de dezembro quando um grupo de militares tentou tomar à força equipamento e instalações militares no país.

De acordo com o comunicado, o órgão das Nações Unidas está satisfeito com a resposta dada pelas autoridades civis à crise e encoraja o executivo a manter o rumo seguido até agora, sublinhando que é importante para o país prosseguir com as reformas e consolidação da paz e estabilidade.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud