OIT faz reunião na Grécia sobre direitos trabalhistas em meio à crise
BR

28 setembro 2011

Para agência da ONU, situação causa preocupações com desrespeitos à Convenção Internacional sobre Direitos do Trabalhador; missão da OIT encontrou-se com representantes de entidades trabalhistas e autoridades gregas.

Victor Boyadjian, da Rádio ONU em Nova  York.*

Um comitê da Organização Internacional do Trabalho, OIT, está na Grécia para analisar a situação dos trabalhadores do país em meio à crise financeira.

Nesta semana, a Grécia recebe uma nova parcela do empréstimo do Fundo Monetário Internacional, FMI.

O grupo, que chegou ao país na semana passada, encontrou-se com representantes do governo e líderes de associações de trabalhadores.

Ameaça aos Direitos Trabalhistas

Segundo analistas, a dificuldade da Grécia em superar a crise financeira prejudica os investimentos na economia real e compromete a qualidade do trabalho no país.

A missão da OIT demonstrou preocupações com direitos, como liberdade de reunião, seguridade social, inspeção de ambientes de trabalho e não-discriminação.

Agências de notícias informaram, nesta terça-feira, que a Grécia irá receber mais uma parcela de ajuda financeira do FMI e do Banco Central Europeu. O empréstimo poderia ser suspenso caso o país anunciasse que não teria como fazer o  pagamento de parte das dívidas.

A missão da OIT decidiu esperar os encontros do governo grego com técnicos do FMI  e da União Européia para avaliar as condições das medidas que serão propostas para recuperar a economia do país e os possíveis impactos das ações no mercado de trabalho grego.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud