OMS comemora notícia sobre erradicação da poliomielite na Europa
BR

26 agosto 2011

Pequeno surto, no ano passado, ameaçou situação de extição da doença no continente após 30 pessoas terem morrido na Rússia e na Ásia Central com a doença.

[caption id="attachment_203782" align="alignleft" width="350" caption="Pólio erradicada na Europa, segundo OMS"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

A sede regional da Organização Mundial da Saúde, OMS, na Europa está comemorando a manutenção do status de continente livre da poliomielite.

Em comunicado, divulgado nesta quinta-feira, a agência da ONU afirmou que a notícia só foi possível graças a medidas de vários países para combater um pequeno surto, ocorrido no ano passado.

Mérito

Segundo a OMS, viajantes, do norte da Índia, teriam levado a doença ao Tadjiquistão, de onde se espalhou para outros países da Ásia Central e para a Rússia. Ao todo, foram notificados 475 casos de poliomielite, 30 deles fatais.

Em 2002, a OMS na Europa declarou as ex-repúblicas soviéticas no centro da Ásia como livres da doença. Cerca de 900 milhões de pessoas vivem na região.

A diretora regional da OMS, Zsuzsanna Jakab, disse que a confirmação da erradicação é uma “tremenda notícia” para a Europa. Segundo ela, o mérito é de cada país e dos parceiros da OMS que lutaram para manter o continente livre da poliomielite.

Quatro Países

Antes de ser erradicada, a poliomielite deixava mais de 350 mil crianças paralisadas todos os anos nos 125 países onde a doença era endêmica.

Neste ano, apenas 325 casos foram notificados em todo o mundo. E só quatro países ainda são considerados endêmicos: Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão.

*Apresentação: Luisa Leme, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud