Conselho de Segurança condena ataques contra embaixadas na Síria

12 julho 2011

Em nota, países-membros invocam o princípio de inviolabilidade das missões diplomáticas; De acordo com agências de notícias, edifícios de missões diplomáticas dos EUA e da França foram invadidos por manifestantes.

[caption id="attachment_198564" align="alignleft" width="350" caption="Conselho de Segurança condena ataques às embaixadas em Damasco"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança condenou “nos termos mais fortes” o ataque contra embaixadas na capital síria, Damasco, que resultaram em danos nas instalações e ferimentos de pessoal diplomático.

Em nota emitida nesta terça-feira, em Nova Iorque, os países-membros invocam o princípio de inviolabilidade das missões diplomáticas, a obrigação de acolher governos e a responsabilidade de protecção das instalações de embaixadas.

Feridos

De acordo com agências noticiosas, nesta segunda-feira, três funcionários franceses foram feridos após manifestantes pró-Síria terem usado um aríete para entrar no edifício da sua embaixada. A representação dos Estados Unidos no país também foi atacada, mas ninguém teria ficado ferido.

Segundo as informações das agências, o grupo partiu janelas e substituiu a bandeira francesa pela da Síria no dia em que a residência do embaixador norte-americano foi também alvo de uma agressão.

No contexto dos acontecimentos, órgão pede às autoridades sírias que protejam as propriedades das embaixadas e o seu pessoal. Os protestos no país do Médio Oriente ocorrem na sequência dos levantes iniciados no princípio deste ano, tanto na região como no Norte da África.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud