ONU pede ajuda para 115 milhões de viúvas em pobreza extrema
BR

24 junho 2011

Organização estima que 245 milhões de mulheres, em todo mundo, perderam os maridos; nesta quinta-feira foi comemorado, pela primeira vez, o Dia Internacional das Viúvas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Segundo a ONU, o mundo tem cerca de 245 milhões de víuvas. Deste total, 115 milhões vivem em situação de pobreza extrema. No Dia Internacional das Viúvas, celebrado pela primeira vez neste 23 de junho, a organização pediu mais apoio para estas mulheres.

A comemoração chamou a atenção para dificuldades enfrentadas pelas  viúvas, como por exemplo, a perda da fonte de renda e o estigma que existe em várias culturas para uma mulher que passa a viver sem o marido.

Pouca Atenção

Num evento na sede das Nações Unidas, em Nova York, a diretora-executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet, pediu mais programas sociais para as viúvas.

A ex-presidente chilena disse que o mundo tem dado pouca atenção as viúvas. Ela acrescentou que o Dia Internacional das Viúvas é o primeiro passo para a promover o respeito dos direitos do grupo em todas as regiões e culturas.

Altos Níveis

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, em mensagem sobre a data, disse que, apesar das dificuldades, as viúvas contribuem como líderes dos seus países nos mais altos níveis.

Ban pediu que a Convenção da Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra Mulheres e outros tratados internacionais sejam respeitados para proteger as viúvas.

Ele lembrou que muitas vezes, as víuvas perdem o acesso à herança, o direito à propriedade, emprego e os meios de sobrevivência.

*Apresentação: Luisa Leme, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud