Ban realça necessidade de cessação de combates na Líbia

18 abril 2011

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU considerou essencial que as autoridades líbias "cessem os ataques a civis", devido a magnitude da crise humanitária e a continuação dos combates.

Ban Ki-moon, que efectua uma visita à Hungria, disse esta segunda-feira, que a intenção justifica as medidas imediatas e decisivas tomadas pela comunidade internacional, incluindo a zona de exclusão aérea e medidas militares.

Baixas Civis

Agências de notícias apontam para a intensificação de combates entre forças leais ao líder Muammar Kadafi e rebeldes em Misrata, com um número não confirmado de mortos, baixas civis e destruição de infraestruturas. Os combates seguiram-se aos protestos anti-governamentais iniciados em Fevereiro.

Nesta segunda-feira, a Organização Internacional para Migrações, OIM, anunciou a recolha de mil migrantes que durante várias semanas encontravam-se isolados no porto de Misrata. O grupo era composto por 650 ganeses, mas incluía filipinos e ucranianos, refere a agência.

Instabilidade

Em entrevista à Rádio ONU, de Lisboa, a representante da OIM em Portugal, Marta Bronzin, disse que as condições são variáveis e instáveis para fazer evacuações de pessoas da Líbia.

"É uma situação que está a degradar-se de hora para hora. Há combates constantes. A situação das pessoas que se encontram no porto de Misrata, já há muitas semanas - são dois meses pelo menos que havia 8 mil migrantes no porto da cidade - obviamente preocupa, porque estão em situação muito vulnerável e em condição física muito preocupante", frisou.

Vários deixaram a cidade durante as primeiras horas da manhã desta segunda-feira, incluindo 100 líbios e 23 feridos, que segundo a agência, incluem um menor alvejado e um amputado.

Segundo a ONU, centenas de pessoas já teriam morrido e 500mil foram desalojadas desde o início da crise.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud