Crianças de até 9 meses foram mortas em conflito na Líbia, diz Unicef
BR

11 abril 2011

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, pediu o fim imediato do cerco à cidade de Misrata, no noroeste da Líbia.

Segundo o Unicef, os combates intensificados e bombardeios indiscriminados estão pondo em risco dezenas de milhares de menores. Pelo menos 20 crianças morreram nos últimos dias, incluindo bebês de nove meses.

Trauma

Desde o início dos confrontos entre simpatizantes e opositores do líder líbio, Muammar Kadafi, muitas crianças estão sem acesso a água e alimentos, além de viver sob trauma após presenciarem várias atrocidades.

A maioria das crianças têm ferimentos como marcas de bala, e estilhaços de morteiros e tanques. A maioria das mortes ocorreu nos últimos 20 dias, e grande parte das crianças têm menos de 10 anos de idade.

Na semana passada, o Unicef e outras agências da ONU entregaram ajuda humanitária aos hospital de Misrata, incluindo kits de emergência e material cirúrgico que devem atender cerca de 30 mil pessoas por um mês.

O Fundo também entregou brinquedos e jogos para estimular as crianças a permanecerem dentro de casa. Há relatos de que muitos menores estão sendo alvos de atiradores.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud